Academia da Berlinda - Discografia


Do Alto da Sé aos Quatro Cantos de história, do Carmo à Ribeira de poesias, do Amparo ao Bom Sucesso de ritmos, o Bonfim é a raiz de toda vertente cultural e “pernambucanidade” latina da Academia da Berlinda. Tudo começou em 2004 quando sete amigos de infância, criados nos quintais da Cidade Alta, decidiram mandar para berlinda suas experiências musicais. A ideia era descontrair festas de amigos, mas o primeiro show reuniu mais de 250 pessoas no casario de Olinda, localizado na Rua do Bonfim. O estilo marcante da banda é conhecido pela originalidade compilada nos discos “Academia da Berlinda” (2007) e “Olindance” (2011). O terceiro disco “Nada sem ela” é o mais novo trabalho da banda e o primeiro show do disco está marcado para 29 e 30 de julho no Sesc Pompeia em São Paulo (SP). O álbum disponível para download no site (www.academiadaberlinda) conta com participações especiais de Otto, Lia de Itamaracá, Fábio Trummer, Lula Lira e Rapha B.
 
São 12 anos de trajetória dançante, insólita e autoral. Inspirados em Olinda, no cotidiano, no amor e na boêmia, a Academia da Berlinda canta o inconsciente popular de forma íntima e ao mesmo tempo sutil. Com influência pernambucana e afrocaribenha, a versatilidade musical da banda é composta de ritmo, som e emoção. O repertório remete os antigos clubes de danças das décadas de 1960 e 1970. O show da banda é um convite para dançar agarradinho no salão descortinado de alegrias. As letras compõem uma academia de referências musicais, como o frevo, coco, maracatu, cavalo marinho, ciranda, forró, cumbia, afrobeat e carimbó.
 
Formada por Alexandre Urêa (voz e timbales), Tiné (voz, pandeiro e maraca), Yuri Rabid (baixo e voz), Gabriel Melo (guitarra), Hugo Gila (teclados), Irandê Naguê (bateria e percussão) e Tom rocha (percussão e bateria), a banda é composta por músicos que tocam em outras bandas como Eddie, Orquestra Contemporânea, Nação Zumbi e Quarteto Olinda. Eles já estamparam jornais das principais capitais brasileiras e foram matérias na Rolling Stone e no New York Times. O segundo disco “Olindance” foi lançado virtualmente e na primeira semana chegou a mais de 10 mil downloads, o terceiro e novo disco “Nada sem ela” já chegou a mais de 20 mil downloads em menos de uma semana. Na prateleira guardam algumas condecorações como o prêmio Uirapuru de Música Brasileira e Troféu Sonar.
 
Nas telinhas, a Academia da Berlinda já foi trilha sonora de alguns filmes como O Palhaço, de Selton Mello; Deserto Feliz, de Paulo Caldas e Baixio das Bestas, de Cláudio Assis. A versatilidade musical do grupo também se estende para outros trabalhos como a coletânea “Brasil Muito Além” e a Coletânea “Hasta La Cumbia Siempre!”, lançada na Argentina. Entre os principais shows da banda pelo Brasil, deixaram sua marca em São Paulo (SP) na Temporada Semanal do StudioSP, SESCS Pompéia , Vila Mariana, Campinas, Belenzinho, Casa São Jorge Campinas e Centro Cultural Consolação de São Paulo. Também se apresentaram no Circo Voador – Rio de Janeiro (RJ), Festa Criolina – Brasília (DF), Granfinos – Belo Horizonte (BH), Carnaval de Ouro Preto – Minas Gerais (MG), Feira da Música- Fortaleza (CE), Festival Derrame- João Pessoa(PB), Festival da Nova Consciência – Campina Grande(PB), Sala da Justiça – Recife (PE), Conexão Cuba-Recife (PE), Clube das Pás – Recife (PE) e Clube Bela Vista- Recife (PE). (Texto: Site Oficial)
 
 

Discografia

 
Academia da Berlinda (2007)
01. Academia da Berlinda
02. Ciranda Enrustida
03. Cumbia do Lutador
04. Naguê
05. Ivete
06. Comandante
07. Envernizado)
08. Bela Vista
09. Brega Francês
10. Se Ela Gostar
11. Mama Me Queira
12. O Sonho e a Dor
13. Academia da Berlinda (Remix)


Olidance (2011)
01. Bem Melhor
02. Cumbia da Praia
03. Fui Humilhado
04. Lua
05. Praia do L
06. A Gringa
07. Filhinho
08. Melô do Meninão
09. E Então
10. O Gole
11. Primeiro Plano
12. Berliman
13. Lágrimas
14. Tapete Vermelho


Nada Sem Ela (2016)
01. Só de Tu
02. Yayá
03. Nêgo, Nervoso
04. Ela é Vida
05. Dorival
06. Hora de Brincar
07. Mãos Dadas
08. Manteiga no Pão
09. Desmascarada
10. Agora Já Era
11. Corpo Elétrico
12. A Briga do Pintinho Com o Gato
13. Pedalando
14. Carro do Gás

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Por favor leia esta postagem: http://armazemdamusicabrasileira.blogspot.com.br/2018/02/sobre-links-quebrados.html

      Excluir

Tecnologia do Blogger.